Pular para o conteúdo
Voltar

Seaf finaliza matriz do Plano Estadual de Economia Solidária

Seaf resgatou convênio de 2012 para fortalecer política pública de economia solidária
Henrique Pimenta | Seaf-MT

Economia solidária sendo comercializada - Foto por: José Medeiros
Economia solidária sendo comercializada
A | A

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf), está concluindo a elaboração do Plano Estadual de Economia Solidária de Mato Grosso, que deverá ser apresentado para a sociedade civil organizada até o final de maio.

Fazem parte das atividades da economia solidária, iniciativas de projetos produtivos coletivo como associativismo e cooperativismo, redes de produção, cooperativas de reciclagem, cooperativas de agricultura familiar e agroecologia, que dinamizam as economias locais dos municípios.

A construção desde inédito plano já era uma demanda antiga da sociedade e dessa forma, foi debatida de forma democrática por meio de oficinais regionais em sete territórios de cidadania do estado: Cuiabá, Tangará da Serra, Juína, Cáceres, Confresa, Colíder e Barra do Garças.

A assistente social da Seaf, Cenira Evangelista, comentou sobre os esforços e diversas reuniões, tanto na capital quanto no interior, para que este plano seja democrático, representando a realidade da economia solidária de Mato Grosso.

Além disso, o Governo realizou por meio da consultoria da empresa Travessia, o diagnóstico da economia solidária mato-grossense, que será apresentado no dia do lançamento do Plano. O texto base da matriz do Plano Estadual de Economia Solidária já foi finalizada e aprovada pelo Conselho Estadual de Economia Solidária (Cesol), criado pela Seaf em 2016.

"Este é um convênio que estava quase perdido quando assumimos a Seaf, fizemos gestão e agora uma das metas já está sendo cumprida que é a entrega do inédito Plano Estadual de Economia Solidária, discutido em todas as regiões, com contribuição de diversos atores que já trabalham neste segmento e é uma alegria para o Estado, criar o Conselho Estadual de Economia Solidária e apresentar o Plano", comentou o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Suelme Fernandes.

A elaboração do plano, é uma das ações do convênio 774178/2012, resgatado pela Seaf e firmado entre o Governo e o Ministério de Trabalho e Emprego, no valor de R$ 1.929.000,00.

São metas deste convênio: Elaboração do plano estadual da economia solidária, fomento e assessoria técnica às entidades de apoio e empreendimentos solidários para organização de feiras populares e de pontos fixos de comercialização, capacitar técnicos para prestar assessoria em análise de viabilidade econômica e comercialização aos empreendimentos da economia já existentes e apoiar novos empreendimentos e a revitalização do Centro de comercialização da Economia Solidária, no centro de Cuiabá.

Contribuíram com a Seaf na finalização da matriz do Plano, os membros do Conselho Estadual de Economia Solidária, UFMT, IFMT, Setas, Unemat e Seplan.