Pular para o conteúdo
Voltar

Empaer comercializa alevinos de tambacu e tambatinga em Livramento

Rosana Persona | Empaer MT

Modelo de piscicultura - Foto por: Henrique Pimenta
Modelo de piscicultura
A | A
A | A

O chefe da Estação de Piscicultura da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Antônio Claudino da Silva Filho, informa que a partir do dia 19 de janeiro (sexta-feira), começa a temporada de venda de alevinos de tambacu e tambatinga para recria e engorda em cativeiro. Alevinos medindo de três a cinco centímetros serão comercializados a R$ 230,00 o milheiro; de cinco a oito, R$ 280,00 e de oito a dez centímetros por R$ 330,00 o milheiro.

A Empaer comercializa alevinos há mais de 30 anos e garante ao piscicultor as espécies mais cultivadas, os híbridos tambacu (cruzamento da fêmea do tambaqui e o macho do pacu) e a tambatinga (fêmea do tambaqui com o macho da pirapitinga). A Estação de piscicultura da Empaer está localizada no município de Nossa Senhora do Livramento (42 km ao Sul de Cuiabá).

A comercialização será realizada uma vez por semana e apenas na sexta feira para piscicultores do Estado. Conforme Antônio, compra acima de 10 mil alevinos é necessário fazer reserva e encomendar. A previsão é produzir alevinos durante quatro meses de 2018 (janeiro a abril). No ano de 2017 foram comercializados 530 mil alevinos para 500 produtores rurais do Vale do Rio Cuiabá e região.

Além da comercialização de alevinos, a Empaer presta atendimento aos agricultores familiares e disponibiliza toda tecnologia de reprodução com informações desde o momento da soltura dos alevinos nos tanques ou represas até o abate. Antônio explica que o produtor recebe assistência técnica da empresa em sua propriedade se assim for solicitado. “Nosso trabalho é vender um produto de qualidade e garantir que o produtor tenha lucro e renda com a criação de peixes”, esclarece.

De acordo com Filho, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), no valor aproximado de R$ 385 mil, a reforma e ampliação do laboratório de reprodução estão quase prontas. Após as obras, ele enfatiza que a capacidade de produção poderá chegar a mais de 1 milhão de alevinos. Além do aumento na produção de alevinos, as instalações estão sendo ampliadas para oferecer cursos e palestras aos piscicultores do Estado de Mato Grosso.

 

Mais informações (65) 99973-5421.