Pular para o conteúdo
Voltar

Membros da Estratégia PCI debatem a estruturação do programa

Nayara Takahara | GAE MT

Henrique Pimenta
A | A

O secretário adjunto de Captação e Monitoramento do Gabinete de Assuntos Estratégicos (GAE), Vinicius Saragiotto, se reuniu nesta terça-feira (07.06) com os representantes que integram o Comitê Estadual da Estratégia PCI (Produzir, Conservar e Incluir), para apresentar e debater a proposta de estruturação do programa.

Saragiotto apresentou o esboço do planejamento ao secretário adjunto de Agricultura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) e líder do grupo de trabalho do eixo Produzir, Alexandre Possebon. Na oportunidade, os gestores discutiram as ações que as secretarias do Executivo estadual envolvidas na iniciativa devem executar para alcançar as metas definidas no programa.

No período da tarde se reuniu com o secretário executivo da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), André Baby; e com o engenheiro florestal e coordenador de Atividades Produtivas Sustentáveis da Secretaria de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf), Leonardo Santos, líderes dos eixos Conservar e Incluir, respectivamente.

“Nesse encontro tratamos das metas apresentadas na 21ª Conferência Global do Clima (COP 21) e que devem ser alcançadas por cada um dos eixos, o prazo que temos para atingir cada uma delas e a modelagem para realizar a integração da estratégia”, comenta o secretário. Além da proposta de estruturação da Estratégia PCI, a reunião abordou ainda as prioridades do escopo de trabalho e questões ligadas ao financiamento do programa. Segundo Saragiotto, os objetivos de longo prazo foram desdobrados em marcos intermediários.

Também participaram da reunião as assessoras do GAE, Aneliza Pereira Leite, Claudiane Dezoti e Elaine Corsini, e a coordenadora de Governança do PCI e diretora adjunta do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), Andrea Azevedo.

Estratégia PCI

O Comitê Estadual da Estratégia PCI foi instituído pelo governador, em março deste ano, para acompanhar o cumprimento das metas apresentadas na COP 21. Durante o encontro, que reuniu no ano passado 195 países, em Paris, Mato Grosso se comprometeu em reduzir o desmatamento ilegal a zero até o ano de 2020 e também em realizar ações para conter o aquecimento global.

A proposta ao criar o Comitê é estabelecer um sistema de governança para planejar o detalhamento e a execução das metas da Estratégia PCI, que busca a expansão e o aumento da eficiência da produção agropecuária e florestal de Mato Grosso, aliada à conservação da vegetação nativa e recomposição dos passivos ambientais, com a inclusão socioeconômica da agricultura familiar e de populações tradicionais.

O GAE é responsável pela coordenação geral da estratégia do grupo, enquanto os eixos temáticos Produzir, Conservar e Incluir estão sob a coordenação da Sedec, Sema e Seaf, respectivamente. Ao todo, integram a comissão sete secretarias estaduais e 14 instituições como membros convidados, entre eles, empresas privadas, sociedade civil organizada, Ministério Público Estadual e Federal.