Pular para o conteúdo
Voltar

Governo realiza Conferência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural

20 delegados foram eleitos para representar Mato Grosso na conferência nacional de Ater
Henrique Pimenta | Seaf-MT

Henrique Pimenta
A | A

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários realizou nos dias 4 e 5 de abril a 2ª Conferência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural, evento realizado em Várzea Grande no Centro de Estudos Sindical Rural da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetagri).

Com o lema “Ater (Assistência Técnica e Extensão Rural), agroecologia e alimentos saudáveis”, a conferência teve como objetivo definir propostas e sugestões para promover a universalização da assistência técnica pública e de qualidade aos agricultores familiares de Mato Grosso, por meio do diálogo entre o poder público e a sociedade civil organizada.

“A tecnologia no campo está defasada, viemos de Nova Xavantina representar a região por que temos esperança na discussão da assistência técnica promovida pelo Governo do Estado”, comentou a agricultora familiar Silmey Santos.

Durante as oito conferências territoriais de Ater ocorridas no ano passado, 800 pessoas participaram, 68 delegados foram eleitos e 182 propostas de melhoria para a assistência técnica foram elencadas. Após o término da conferência estadual, 20 delegados sendo 10 homens e 10 mulheres foram eleitos para representar Mato Grosso na conferência nacional, prevista para ocorrer até 3 de junho de 2016.

As 30 propostas elencadas para a conferência nacional pautam a educação para agricultores, sucessão rural e permanência do jovem no campo, comercialização, financiamento e fortalecimento dos conselhos de desenvolvimento rural sustentável.

“A expectativa do evento foi cumprida, fizemos a avaliação da ater no Estado e a partir daí, traduzimos em propostas de melhorias para o extensionismo no Estado”, comentou o delegado federal do Ministério de Desenvolvimento Agrário em MT, Nelson Borges.

O secretário de Estado Agricultura familiar e Assuntos Fundiários, Suelme Fernandes, avaliou a importância da Ater. “A solução para problemas de desigualdade regional é o investimento concreto na produção de alimentos e a assistência técnica que discutimos busca auxiliar nessa demanda. Cobramos maior contribuição do Governo Federal que criou a Anater mas precisa fazer funcionar de fato e direcionar um maior orçamento para a extensão rural”.

A comissão organizadora da conferência é  formada por: Federação dos Trabalhadores na Agricultura em MT; Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional em MT, Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata em MT;  Associação Mato-grossense dos Municípios, Coordenação Estadual das Comunidades Quilombolas de MT, Rede de Colegiados Territoriais de Mato Grosso; Delegacia Federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário; Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários de Mato Grosso; Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável de Mato Grosso, Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural e Superintendência da Companhia Nacional de Abastecimento em MT.