Pular para o conteúdo
Voltar

Governo redefine Plano Estadual de Agricultura de Baixo Carbono

Maíza Prioli - Sedec MT | Cuiabá MT

Seaf - Foto por: Henrique Pimenta
Seaf
A | A

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) e da Secretaria de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf) redefiniu o Plano Estadual de Agricultura de Baixo Carbono (ABC), que está inserido no âmbito do Plano ABC nacional. O decreto foi publicado na edição do dia 22 de fevereiro do Diário Oficial do Estado, que circula nesta terça-feira (23). A gestão dos recursos do Plano ficará à cargo da Seaf. Já a coordenação do Grupo Gestor Interinstitucional ficará sob a responsabilidade da Sedec.

O Plano ABC-MT visa reduzir as emissões dos Gases de Efeito Estufa (GEEs) no Estado e deverá estar em conformidade com o projeto estratégico de desenvolvimento de Mato Grosso que se baseia em três palavras: produzir, conservar e incluir, apresentado pelo Governo do Estado durante a COP 21, em Paris.

O Grupo Gestor Interinstitucional ficará responsável pelas ações de implementação do Plano Estadual, como formular propostas para articulação técnica e institucional, respeitando as diretrizes do Plano ABC-MT; estabelecer as metas e a revisão do Plano e coordenar as ações para o cumprimento e o monitoramento das metas do programa. O Grupo será composto por representantes da Seaf, Sedec, Superintendência Federal da Agricultura em Mato Grosso (SFA-MT/Mapa) e pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato).

Além disso, também ficou definido o Grupo de Consultores do Plano ABC-MT, composto por entidades e órgãos do setor, que poderão participar das reuniões do Grupo Gestor como convidados.

De acordo com secretário de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo, os objetivos do Plano ABC-MT deverão estar de acordo com as novas diretrizes definidas pelo Governo do Estado. “Em 10 anos, a produção de alimentos em Mato Grosso poderá chegar a 80 milhões de toneladas e estamos trabalhando para que isso ocorra dentro da estratégia de produzir, conservar e incluir”.

“A Seaf e a Sedec atuando de forma intersetorial nas ações de política agrária demonstra o compromisso que o governador Pedro Taques tem com os pequenos produtores de Mato Grosso. Estamos trabalhando de forma cooperada para transformar”, pontua o secretário de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários, Suelme Fernandes.

Os resultados que devem ser alcançados com o Plano são: recuperação e manutenção de pastagens; ampliação de áreas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e Sistemas Agroflorestais (SAFs); melhoria e ampliação de áreas com Sistema de Plantio Direto (SPD); melhoria e ampliação de áreas com outras culturas com aplicação de Fixação Biológica do Nitrogênio (FBN); aumento das áreas com florestas plantadas e com novas espécies e melhoria no tratamento e destinação adequada de dejetos animais.