Pular para o conteúdo
Voltar

Seaf discute medidas para alavancar a agricultura familiar de Mato Grosso

A proposta é fomentar um grande espaço de negócios, com o papel estratégico de abrir as portas de um novo mercado consumidor.
Naiara Martins | Seaf-MT

A Norte Show se tornou a principal vitrine do Agronegócio na região Norte de Mato Grosso. - Foto por: Lucas Diego
A Norte Show se tornou a principal vitrine do Agronegócio na região Norte de Mato Grosso.
A | A

A Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf) e a Associação dos Criadores do Norte de Mato Grosso (Acrinorte) iniciaram na quinta-feira (05.09), em Sinop, o trabalho que avaliará a criação de um grande estande da Agricultura Familiar, durante a realização da 3ª edição da Norte Show 2020. A feira se tornou a principal vitrine do Agronegócio na região Norte de Mato Grosso.

O primeiro encontro entre os parceiros foi realizado na sede da Acrinorte, com a presença do secretário da Seaf, Silvano Amaral, dos diretores da Acrinorte Gilson Gobby e Adriano Campos, o gestor da Associação Carlos Hartmann, e a participação de importantes instituições, como a Embrapa, Empaer (Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural), UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso), Prefeitura Municipal de Sinop, Sindicato Rural, Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e outros apoiadores que farão parte do projeto.

A proposta é alavancar a Agricultura Familiar com a oferta de um grande espaço de negócios, que terá o papel estratégico de promover a produção familiar e abrir as portas de um novo mercado consumidor. Além de estar aberto à comercialização de produtos para consumo doméstico, o estande também terá a função de favorecer a venda de produtos da agricultura familiar em larga escala, criando um ambiente favorável e aproximando o produtor de futuras indústrias e consumidores.

“Queremos agradecer a disposição do presidente Olvide Galina [Acrinorte], e dizer que estamos projetando um grande espaço para demonstrarmos o potencial econômico da agricultura familiar, não apenas em números de produção, mas no quanto essa mesma produção pode refletir na economia das próprias famílias, de seus municípios, região e estado. É um potencial de crescimento e incremento financeiro que cresce em nível exponencial, e precisamos demonstrar a importância do produtor familiar na formação do nosso produto interno", enfatizou Silvano Amaral.

Outras possibilidades, como a oferta de palestras técnicas, capacitação, exposição de maquinários e equipamentos, demonstração de novas culturas e o atendimento aos municípios e agricultores também estão sendo avaliados. Um grupo de trabalho foi criado para a elaboração do projeto, que será discutido em, no máximo, 30 dias.

Este ano, a Norte Show contou com a participação da ministra da Agricultura, Teresa Cristina, e do governador Mauro Mendes. Durante os três dias de evento, a feira reuniu um público de mais de 32 mil pessoas, 164 expositores e 700 marcas com a demonstração de produtos e novas tecnologias voltadas ao incremento e otimização da lida no campo. Foram movimentados mais de R$ 1 bilhão em negócios. A 3ª edição da Norte Show, em 2020, será realizada no período de 21 a 24 de abril.