Pular para o conteúdo
Voltar

Governo se reúne com entidades para planejar implementação da Economia Solidária

O plano estadual da Economia Solidária foi aprovado em dezembro do ano passado pelo Conselho Estadual de Economia Solidária de Mato Grosso.
Evelyn Ribeiro | Secom - MT

- Foto por: Lucas Diego Seaf MT
A | A

Estratégias para a implementação da Economia Solidária em Mato Grosso foram discutidas, nesta semana, durante reunião com representantes de entidades e empreendimentos econômicos solidários na Secretaria Estadual de Agricultura Familiar (Seaf), em Cuiabá.

Para o secretário estadual de Agricultura Familiar, Silvano Amaral, essas ações são importantes porque promovem a inclusão social, tanto de forma econômica, como na qualidade de vida e dignidade das pessoas envolvidas. “Não mediremos esforços para concretizar aquilo que estiver ao nosso alcance”.

Vander Santos, que é secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Tangará da Serra, levou informações sobre como funciona iniciativa de autogestão em feiras livres do município. “A nossa feira é um espaço de gestão de economia solidária. Temos  diretrizes, fórum e conselhos para regulamentação, mas  ele é um espaço administrado pelas associações, o que gera uma economia grande de recursos públicos”.

O plano estadual da Economia Solidária foi aprovado em dezembro do ano passado pelo Conselho Estadual de Economia Solidária de Mato Grosso (Cesol-MT), e é composto por quatro eixos: produção, comercialização e consumo; financiamento: crédito e finanças solidárias; conhecimento; e ambiente institucional.

Entre as áreas abordadas pela economia solidária estão projetos produtivos coletivos, associativismo e cooperativismo, redes de produção, cooperativas de reciclagem, cooperativas de agricultura familiar e agroecologia entre outras, que dinamizam as economias locais dos municípios.

Também participaram da reunião na quinta-feira (21) representantes da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), organizações de associativismo e cooperativismo, redes de produção, cooperativas de reciclagem, de agricultura familiar e agroecologia.